Domingo, 21 de Março de 2004

...

Quero pedir desculpa por estas alterações confusas que o blog tem neste momento. Vou ter de me afastar durante uns dias para organizar algumas coisas pessoais e também tentar recolher o máximo de informação para mudificar o blog todo para que fique mais agradável e aprazível. Se queizerem e souberem podem enviar-me e-mails a explicar ocmo se muda algumas coisas ou mesmo a indicar links. Obrigada
publicado por Mulher Especial às 16:48
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

...

A água caia sem parar, todo o cuidado que tinha tido para aquele momento tinhas se tornado numa quadro de águarelas á chuva
publicado por Mulher Especial às 04:25
link do post | comentar | favorito
Sábado, 20 de Março de 2004

Uma aventura na selva do México

selva.jpgMais que a possibilidade de fazer um curso de observação naturalista em Agaltepec e Montepio a ida ao México foi a possibilidade de fazer uma expedição ao outro lado do oceano de conhecer uma cultura diferente, de experimentar um estilo de vida muito próprio quase que único.Na mochila, entre o mosquiteiro, os 20 rolos para a máquina fotográfica, os inúmeros medicamentos para evitar até um pequenino espirro e todos os utensílios necessários a aventura acomodei as expectativas e os medos que fui criando desde o primeiro minuto que desejei ir nesta expedição. Esta viagem foi tudo o que esperei e não foi nada do que imaginei. Foi sem dúvida uma experiência única, ultrapassando em muito as expectativas que levava na bagagem.Foram situações que julguei a priori poderem tornar esta experiência numa desilusão ou em algo desagradável que a tornaram em algo tão único. Partilhar algo tão próprio como um quarto de dormir e uma casa de banho sem porta com 2 pessoas que apenas conhecia do percurso académico revelou-se algo enriquecedor, obrigando por vezes ao aparecimento de tolerância. Afinal não é fácil acordar com a boa disposição de quem deseja viver cada minuto intensamente e ser contagiada por um mau humor matinal que apesar de se ter tornando característico dos companheiros de aventura nos uniu mais ainda. Antes de partir as saídas de campo eram os momentos que pela dificuldade física e incerteza que os caracterizavam me deixavam mais curiosa e receosa. Porém ultrapassaram as expectativas, tornando-se na realidade momentos divertidos e de grande aprendizagem. Embrenhar-me pela floresta a poucas horas do nascer do dia tendo apenas a luz da lua cheia são momentos que sempre vão povoar a minha memoria. Ouvir os primeiros uivos dos Monos com o aparecimento dos primeiros raios de sol, observar e registar todos os seus comportamentos durante o dia é mais . Tentar descrever com exactidão do que significou para mim esta expedição ao México é tarefa impossível pois ela apenas existe em forma de recordação de sentimentos vividos, sem palavras que a descrevam. Posso afirmar no entanto que foi uma experiência enriquecedora a nível académico e muito marcante a nível pessoal.
publicado por Mulher Especial às 19:01
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sexta-feira, 19 de Março de 2004

Apenas um coração

mao.bmpmao.bmp

Percorremos um pequeno caminho ate onde estamos aqui e agora. Caminho que tinha vista para paissagens cinzentas e sombrias que nos fez tremer e questionar dizersas vezes se estariamos correctos. Percorremos...corremos..páramos e gritamos despejando a alma da mágoa existente, criada e provocada por cada um, por quem nos rodeia. Vezes sem conta gritamos desejos fingidos de separação. Derramamos lágrimas...explodimos raiva desmedida de sentimentos não sentidos. Fugimos para longe um do outro mas sempre acabamos em distâncias esquecidas.
Fechamo-nos em nós vivendo o que sentimos com verdade real, sem pressa estamos juntos choramos...rimos...partilhamos....Fechamo-nos em nós para não sofrermos. Seremos talvez um dia apenas um coração, mas agora apenas dois corações de mãos dádas que caminham lado a lado por caminhos que para ninguem mostramos.
publicado por Mulher Especial às 04:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 18 de Março de 2004

Apenas um coração seremos

Percorremos um pequeno caminho ate onde estamos aqui e agora. Caminho que tinha vista para paissagens cinzentas e sombrias que nos fez tremer e questionar dizersas vezes se estariamos correctos
publicado por Mulher Especial às 21:00
link do post | comentar | favorito

Tenho o meu coração . . .

Tenho o meu coração calmo. Entreguei numas mãos frias e descuidadas que tantas vezes sem se aperceber ao certo o apertou e tanto magou. Olho em volta, relembro o passado e não encontro aquele momento preciso que trouxe a mudança. Tenho receio de falar dela, de sequer pensar com medo que tudo termine, que a mudança nada mais seja do que na minha cabeça. Não sinto a euforia de outros tempos, talvez porque já conheça aquelas mãos, talvez porque sei o que sinto e o que quero. É tudo tão normal que atê acho estranho. Como se costuma dizer quando a esmola é muita o santo desconfia. Não desconfio mas só não quero que seja um sonho e que assim que as primeiras palavras saiam de dentro de mim ele desapareça no ar como fumaça. Estou a viver quase aquilo que sempre sonhei, que sempre desejei. Quase porque sei que aquelas mãos frias não estão em pleno felizes. Nada mais posso, sei fazer para acabar com esses olhos tristes.
Tenho o meu coração calmo porque sei o que sinto por aquelas mãos frias, porque cresci com toda a dor que senti e vivi. Sorrio pelos pequenos gestos que recebo. Estou a descobrir ou redescobrir o que é realmente uma relação a dois. Estou a descobrir gostos que antes me eram indiferentes. Estou a renascer. Renascemos sempre em todas as relações interpessoais que temos. Renascemos sempre quando sentimos dor dentro de nós. Olho para tras para palavras que despejei de dor e pergunto-me como é que era aquele sentir. Sinto e vivo tudo de um modo muito peculiar que por vezes é caracterizado como absurdo por quem não entende.
Mas hoje tenho o meu coração calmo de dor, sofrimento, angustia angustiante. Hoje o meu coração sorri como uma criança que brinca alegre no jardim. Hoje o meu coração está calmo...Obrigada a quem com palavras que desconheco a cara, a quem me conhece me começa a compreender, a quem me tem ajudado a passar o que passo, a viver o que vivo e a ultrapassar o que sinto...Não sei o futuro do daqui a pouco mas hoje, agora o meu coração está calmo...
publicado por Mulher Especial às 10:29
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Quarta-feira, 17 de Março de 2004

A vida é para quem.....

A vida é para quem não sabe o que é a morte, para quem não sabe o que é viver sem dor. A vida é um caminho com pedras duras e escuras que teimam entrar nos sapatos mais pobres sem descuidar dos outros. Mais uma vida? Não, vida é só uma, única como o Amor que espero que me preencha um dia. Se fosse certo este caminho por onde andamos todos nós, porquê então estar aqui? Porquê escrever, porquê tentar ouvir e compreender? Porquê? É fácil acreditar quando ainda temos a inocência dentro de nós, mas depois tudo muda, a mais pequena dúvida faz cair a crença toda, como se esta fosse um baralho de cartas. Todos os dias se perde um pouco mais a inocência com que se nasce, a paz que nos envolve vai desaparecendo aos poucos, até ao dia em que o tormento é tão grande que o desespero é inevitável. Então as lágrimas vão cair como pequenos ribeiros pelas faces tristes de quem sente dor sem saber de onde. Também já fui prisioneira, mas dos muros que construí em volta de mim, pensei que seria fácil colocar um fim quando esse fosse o maior desejo. Mas foi com ajuda de quem acreditei ser o Amor sem fronteiras, o Amor verdadeiro que os muros foram sendo desfeitos. Mas mais uma vez caí sem conseguir deixar de olhar para baixo e ver-me a ser engolida pelas amarras da vida dura e crua. Que tormento é este que não me deixa sorrir sem que uma lágrima caía? Que vida é esta reservada para mim? Terei sempre de estar presa com esta dor no peito que me faz não querer ficar? Tantas perguntas sem que uma resposta seja ouvida, sem que uma certeza seja dita. Poderia tentar renascer, mas o que seria diferente? Renascer num mundo que está aprisionado pela guerra, pela dor, pelo desespero de não haver o beijo da paixão. Renascer para continuar a viver a angustia de manter a lembrança e de esquecer a dor? Assim não seria renascer seria continuar a sofrer. Sofrer calada sem que um olhar cruza-se o meu sentir. A eterna lembrança do Amor faz diminuir a dor que nasce e renasce em mim. Só é eterno enquanto a mente cansada ficar acordada relembrando sempre o que existiu. Choro sem parar por não conseguir explicar, por não querer deixar adormecer a mente. Por não querer deixar a lembrança de quem amei tanto sem saber, desvanecer-se como o pó. Que vida é esta que me deixa aqui fechada em mim e para mim? Ó vida sem alma, sem essência, liberta quem sofre sem ver o caminho da luz, dá vida a quem derrama lágrimas de sangue. Curioso que apesar de ter cerca de um ano todas as estas palavras continuama fazer sentido neste meu presente passado futuro.... Afinal a vida é para....?
publicado por Mulher Especial às 03:43
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Terça-feira, 16 de Março de 2004

>---@

Um dia entrei num bar com uns amigos e reparei que as paredes estavam todas escritas, pareciam as paredes de uam casa de banho pública mas num canto quase perto do chão estava uma frase que em marcou até hoje - "O Amor nasce de um momento, vive de inteligência e morre por esquecimento" Faz que pensar, pelo menos a mim faz pensar e muito sendo eu uma daquelas romanticas.... temos mesmo de ter inteligência para não deixar morrer o Amor? Ou sera que a minha ideia de que o Amor uma vez que chegou, entrou na nossa vida jamais sairá é demasiado irreal?
publicado por Mulher Especial às 01:59
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
Segunda-feira, 15 de Março de 2004

...

Não deixei de acreditar em mim mas desanimo demasiado rápido....estou desanimada DESCULPEM
publicado por Mulher Especial às 13:51
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

...

Tanta coisa aconteceu...e eu continua a reclamar de me sentir vazia por dentro, tanta coisa tenho de fazer e mais uma vez continuo a reclamar da solidão. Muitos acreditam em mim ou pelo menos o dizem , mas apesar das suas palavras não consigo acreditar porquê pergunto-me eu. Porque não acredito nas palavras que ouço se é o que desejo ouvir. Sou uma inconstante constante. Hoje ouvi palavras em volta palavras sinceras que ilumiram-me um caminho a seguir, mas....
Diario do meu coração - quero esquecer que tenho coração próprio, que sinto o que sinto, mas muito mais que isso quero esquecer o que vivi e tanto o desejei que esqueci a dor, o sofrimento, as lagrimas e aquele desespero que me levou a pensamentos....a actos de loucura. Já vivi os meus momentos de insanidade e agora de cabeça erguida de olhos abertos com algumas feridas abertas, não posso negar sigo um caminho que se avizinha duro. Digo que sinto força que é por aqui que quero...que devo seguir mas não posos negar que tenho receio de viver, reviver aquela dor aquele sofrimento que é o desespero de nada sentir, de me sentir solta no mundo como se nada me agarrase aqui. Por tempos e tempos olhei em volta na esperança de encontrar em alguem a certesa de percencer a este mundo. Foi no entanto no desespero, ao vive-lo intensamente como vivi que compreendi que apenas depende de mim. Digo hoje nos olhos de quem quizer que estou aqui e aqui vou ficar ate ter que partir, pertenço a este mundo e este mundo me pertençe. Quem ao meu lado quizer estar muito tem a ganhar ou pelo menos nada tem a perder pois em lado algum iram conseguir encontrar alguém como EU. Sou inseguro e com bastantes defeitos mas alguem especial como eu? Dúvido que encontrem, podem procurar debaixo de pedras ou mesmo escavar no meio do deserto que alguem como eu jamais encontraram. Não me julguem pertenciosa pois acredito que cada pessoa seja única e especial no mundo temos é de encontrar dentro de nós o detalhe que nos torna ainda mais especial e eu julgo que encontrei o meu mas aceito sugestões....
publicado por Mulher Especial às 01:57
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. My Life

. ...

. ...

. ...

. Diz-me que hei-de eu faze...

. Escreverei palavras sempr...

. ...

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Setembro 2007

. Junho 2004

. Abril 2004

. Março 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds